Início Emuladores Atari Os jogos de conteúdo adulto proibidos da Atari

Os jogos de conteúdo adulto proibidos da Atari

28 min read
0
6
5,656
Os jogos de conteudo adulto da Atari
Os jogos Beat ‘Em & Eat ‘Em e Custer’s Revenge foram os jogos mais polêmicos do Atari 2600.

Os jogos de conteúdo adulto existem desde o início dos tempos ou, para ser mais preciso, desde o início de 1970, quando os jogos de arcade se tornaram um sucesso. Mesmo assim, eles ainda não teriam sido o centro das atenções de muitos jogadores, foi assim que surgiu os desenvolvedores de jogos indie, que criaram então, os jogos de conteúdo adulto proibidos da Atari para se divertir.

Conteúdo adulto em jogos clássicos da Atari

Alguns jogos famosos no estilo +18 daquela época, nenhum deles era licenciado ou aprovado pela Atari e não eram tão fáceis de se encontrar. Ainda assim, eles deram um jeito de entrar no mercado e fizeram moderado sucesso entre os jogadores que achavam aqueles pixels tão sensuais. Embora a capacidade gráfica de mostrar pixels do tamanho de feijões dificultasse um pouco a possibilidade de representar o corpo humano em sua glória nua, alguns desenvolvedores não se sentiram acuados e foram em frente com esse projeto magnífico.

Este projeto argumenta que os jogos representam uma importante tentativa dos produtores de mídia de unir as indústrias de filmes adultos e entretenimento interativo. Embora algumas indústrias tenham falhado em estabelecer um mercado, seus títulos, no entanto, demonstram como os jogos para adultos funcionam como máquinas de desejo dentro de uma economia erótica que vende uma série de prazeres antecipatórios. Na verdade, o clamor público resultante levou à primeira controvérsia baseada em sexo na indústria de jogos.

Tirando um jogo, o brilhantemente intitulado X-Man, todos os jogos que serão apresentados neste artigo foram produzidos por uma única empresa, a Mystique, o braço de uma produtora de conteúdo adulto que existe até hoje. Com a grande queda dos videogames de 1983, causada em grande parte pelo excesso de jogos ruins que os pobres consumidores compravam inadvertidamente, a empresa foi adquirida por outra companhia chamada Playaround, que ao adquirir o direito para os jogos, tentaram colocar em prática uma manobra não muito esperta para despistar o ódio de seus críticos. Todos os títulos foram lançados em duas versões simultâneas, em uma delas, o papel do protagonista é invertido dos homens para as mulheres ou vice-versa, dependendo do jogo. Ao ver do que se tratam os jogos, convido você a imaginar em que universo possível estas inversões fariam algum sentido no quesito de igualdade dos sexos, emancipação feminina, etc.

Porém, se você é um pouco mais velho, ou tem um conhecimento mínimo da história da mídia como um todo, é impossível não levantar o assunto sem pensar em uma imagem:

Beat Em Eat Em atari cap 2
Beat ‘Em & Eat ‘Em foi o primeiro jogo desse “universo” que tive contato

Não é uma imagem muito bonita de se ver, muito menos sexy, mas Beat ‘Em & Eat ‘Em é um tanto emblemático para a história de conteúdo adulto dos games e claro, envolvendo o Atari 2600, que visto como um brinquedo para crianças e adolescentes, automaticamente estaria envolvido em uma controvérsia, envolvendo sexo, estupro e racismo (visto outros jogos do gênero).

isso aconteceu porque a Atari não tinha um controle sobre a fabricação dos cartuchos de jogos para o Atari 2600, tanto é que vários jogos de empresas independentes lançaram seus próprios jogos para o console. Uma delas é a famosa Activision, que é a fabricante de praticamente todos os melhores jogos para Atari 2600, formada por ex funcionários e designers da Atari.

Na época a Atari até quis processá-los, mas acabaram entrando em um acordo com as produtoras independentes, desde que pagassem uma “licença” para a fabricante do console. Então, vários estúdios da época decidiram tentar a sorte e ganhar muito dinheiro com diversos gêneros de jogos e é onde entra a Mystique.

A Mystique como mencionada no início do artigo, é a produtora de praticamente 70% dos jogos de conteúdo adulto proibidos da Atari. A Mystique fazia parte da produtora de filmes eróticos Caballero Control Corporation, atualmente esquecida, mas que nos anos 1970 a 1980 era uma das principais industrias de filmes adultos da época e empregava estrelas icônicas como Ron Jeremy, Marilyn Chambers, Nina Hartley e John Holmes, considerado o rei dos filmes para maiores!

Dentre os games criados para Atari 2600 pela Mystique, o mais famoso foi Custer’s Revenge, pela simples capacidade de ofender defensores da moral e bons costumes, mulheres e nativos-americanos com o uso do personagem principal, General Custer, que no jogo deve desviar de flechas para depois no final “abusar” da pobre jovem indígena do outro lado da tela.

O pior disso tudo é que o General Custer realmente existiu. George Armstrong Custer foi um oficial do Exército dos Estados Unidos e comandante da cavalaria na Guerra Civil Americana e nas Guerras Indígenas Americanas. Ele foi morto por forças nativo-americanas na batalha de Little Bighorn e é uma figura detestada por essa comunidade, e então voltando ao jogo, não só colocaria o jogador no seu papel, como também teria o objetivo principal, abusar de uma mulher indefesa e que além disso, poderia ser comercializado para crianças e levou a protestos de diversas organizações diferentes.

E como já sabemos como funciona o “sistema”, essas polêmicas só deixaram o jogo ainda mais popular, vendendo mais de 80 mil unidades (muito para época), antes de ser tirado finalmente de circulação.

Mas você acha que acaba por aí? Após a falência da Mystique, por conta da grande crise dos videogames de 1983, surgiu a Playaround, uma empresa que comprou os direitos dos jogos da antiga Mustique e então criou seus próprios novos títulos, em destaque Burning Desire, qual, um homem amarrado a um helicóptero deve usar seus fluídos corporais para conter um incêndio e salvar uma moça de canibais.

Um ponto bastante interessante por parte da Playaround, é que praticamente todos seus jogos tinham versões que invertia os papéis dos jogadores, colocando homens no lugar das mulheres e vice-versa. Exemplo Jungle Fever, que é praticamente o mesmo jogo citado acima, porém nesse, tendo uma mulher “lactante” para apagar o fogo e resgatar o homem.

Em uma ironia do destino, querendo ou não, alguns dos primeiros jogos publicados e protagonizados por mulheres, foram esses jogos de conteúdo adulto proibidos da Atari.

Jogos adultos proibidos do Atari 2600

X-Man

x man atari 2600

Este jogo não tem nada a ver com nenhum personagem da Marvel. Com uma jogabilidade similar a uma cópia bem vagabunda de Pac Man, X-Man hoje em dia teria grande dificuldade em ser vendido nas lojinhas especializadas com esse título. Seu personagem é um homem caucasiano que, com sua descomunal ereção, perambula por um labirinto para chegar à área central. Obviamente, os obstáculos que tentam impedi-lo de chegar ao meio são tesouras, dentaduras e caranguejos. Você tem 90 segundos para chegar lá.

Freud adoraria ter visto o medo da castração apresentado de forma tão simbólica e clara, e vale notar que em inglês a palavra CRABS, “caranguejos”, é um termo vulgar para o bonitinho Phthirus pubis, vulgarmente conhecido em Pt-Br como CHATO. Ao chegar ao final do labirinto o jogador é presenteado com uma cena explícita pixelada, com o jogador mandando bronca na passiva figura feminina até ambos chegarem ao clímax. Você tem 30 segundos para satisfazê-la e então partir para o próximo labirinto.

Alvo de muitos protestos, o jogo foi recusado em muitas lojas, tornando-o muito difícil de ser encontrado nos dias de hoje.

Ps.: Como é difícil escrever ou adaptar um texto para ser Family friend!


Cathouse Blues

Cathouse Blues

Nesse jogo da memória pervertido, você habita o estrato inferior da sociedade civil. Controlando uma pessoa que acaba de sair da cadeia, você precisa decorar em que casa as mulheres que também acabaram de sair do xilindró entraram. Depois, você vai ao banco pegar uma grana e segue para as respectivas casas das damas e paga vinte pilas para “brincar” com elas. Se você não tiver dinheiro, elas chamam os guardas, que jogam você de volta na cadeia, lindo, né? Pois é. O jogo inteiro consiste em ficar indo ao banco para pegar mais dinheiro realizar o “ato” com diversas mulheres. A animação do coito é sempre a mesma, embora mude na versão “feminina” do jogo, Philly Flasher, onde é a mulher que você controla que vai por cima na hora do rala e rola. Realmente, faz toda a diferença, não imagino como as mulheres podem achar esses jogos ofensivos agora, compensou todo o resto fazer a mulher ficar em cima mesmo.


Bachelorette Party

Bachelorette Party

Em Bachelor Party, um homem está tendo sua despedida de solteiro com várias mulheres, você controla um recipiente com uma substância afrodisíaca, que serve para ajudar o homem em sua missão. O jogo é uma versão simplificada de Breakout onde a “bola” é feita para se parecer com uma mulher despida e os “tijolos” são feitos para se parecer com homens e a mulher salta para a frente e para trás lateralmente em vez de verticalmente. À esquerda, ela é repelida por um homem com quem colide e posteriormente elimina do jogo, ou pela parede oposta. À direita, uma plataforma vertical retorna a solteira exaurida para a sala cheia de homens. A plataforma certa é controlada pelo jogador usando um controlador de remo.

A premissa é a de uma solteira tendo seu último lance com uma sala cheia de homens inexplicavelmente sem roupa. A solteira igualmente é impelida repetidamente para o quarto dos homens por uma “Mosca Espanhola” usada como remo do jogador. Quando ela retorna da colisão com (e presumivelmente “acertou”) um homem ou depois de bater na parede oposta, seus membros cedem. Eles voltam a erguer-se quando a solteira é colocada com sucesso movendo-se novamente para a esquerda.

Uma segunda versão do jogo, intitulada Bachelor Party, também existe. Não há diferença na jogabilidade, mas tem os sprites do jogo invertidos: o jogador agora usa sua raquete para saltar um homem na direção de uma mulher.


Jungle Fever

Jungle Fever atari

Em Jungle Fever você interpreta uma mulher nua pairando sobre um helicóptero tentando salvar um homem de ser consumido pelas chamas enquanto você desvia de pedras que são atiradas por canibais. Você amamenta para apagar o fogo e então faz o homem agarrar suas mamas e então levá-lo para um local seguro. Outro jogo chamado Burning Desire também foi feito. Nisso, os papéis se invertem e você interpreta um homem que “apaga” o fogo.


Gigolo

gigolo atari

Esse se chama Gigolo. A ideia é que você é uma mulher nas ruas, andando por aí invadindo casas aleatórias, onde encontra homens para se divertir. Sabe, isso é muito estranho. Você pode imaginar se você está apenas sentado por aí, cuidando da sua vida, e de repente, alguma garota irrompe e começa a se atirar em você? Se você arrombar a casa errada, você é expulso e a polícia vem atrás de você. É praticamente o mesmo jogo Cathouse Blues porém com os papéis invertidos.


Beat ‘Em & Eat ‘Em

Beat em And Eat em

Com gráficos ruins e controles piores, a Mystique lança Beat ´Em and Eat ´Em, um jogo adulto no estilo Kaboom! O Jogador controla duas mulheres que devem recolher o fluido lançado pelo homem que está acima delas. Esse foi o primeiro jogo dessa categoria que tive contato. Quando o vi pela primeira vez minha mente quase explodiu e claro, muitas rizadas depois de perceber do que se tratava.

Aqui, o jogador controla um par de mulheres loucas por líquido escrotal. Seu papel é ficar andando de um lado para o outro com duas peladas na calçada em frente a um prédio. De cima do prédio, um taradão fica “brincando” com seu “brinquedo” violentamente e soltando fluídos de seu órgão (que mais parece uma britadeira) e que você, como controlador de duas taradas doentes, precisa pegar com a boca. Ao pegar todo o líquido que o cara vai soltar nessa fase, as duas mulheres prontamente lambem os lábios indicando que você venceu essa linda etapa de sua vida. Uma vida extra é oferecida a cada 69 pontos.


Burning Desire

Burning Desire

É o mesmo Jungle Fever, porém mais uma vez, com os papéis invertidos. Em Burning Desire, sua namorada foi capturada por nativos e está sendo queimada como um sacrifício. Você está pendurado, nu, em um helicóptero e deve apagar o fogo, ao que parece, “cuspindo” neles. Você então baixa seu “membro” para a mulher que o segura com a boca enquanto você a leva para um lugar seguro. Você deve fazer tudo isso evitando as pedras atiradas em você. Se você for atingido por uma pedra ou demorar muito e sua garota for torrada, você perde uma vida.


Custer’s Revenge

Custers Revenge

Vou direto ao ponto: Custers Revenge é um jogo no qual você controla um maníaco. Seu objetivo ao controlar esse general responsável por grande parte do massacre de nativos norte americanos se “vinga” no jogo ao andar pela tela, desviando de flechas até chegar ao lado oposto da tela onde enfia sua “flecha” em uma índia amarrada a um tronco. Bonito, não? Na época em que foi lançado, ele foi duramente criticado pelas feministas e ativistas dos direitos indígenas da época, mas imagina se esse jogo fosse lançado hoje em dia? Imagina o Facebook? Apenas imagine… Uma boa analogia com a história brasileira seria fazer um joguinho em que o Borba Gato tem que desviar de flechas envenenadas para “abusar” de uma indiazinha. Fico imaginando o responsável por falar que esse jogo deveria ser feito, cheirando muito pó e falando “nooossa man, que daora, pode fazer”.

Este cenário é considerado um dos piores já criados para um jogo e foi classificado em primeiro lugar entre os Dez jogos mais vergonhosos de todos os tempos de acordo com a GameSpy, e em terceiro na lista Dez piores jogos de todos os tempos.


Philly Flasher

Philly Flasher

É um jogo bem parecido com Beat ´Em and Eat ´Em, porém esse é um jogo em que o jogador controla dois prisioneiros do sexo masculino com seus órgãos genitais expostos, pegando lactação do seio de uma velha bruxa. É um jogo bem raro de se encontrar hoje em dia!


Qualquer que fosse a chance de algum desses jogos dessem certo, acabou com a chegada da Nintendo, que com o controle extremo de qualidade e produção, tornou então praticamente impossível que desenvolvedores pudessem criar e ainda mais vender jogos com conteúdo para adultos com facilidade.

Logo, games com conteúdo erótico existe apenas em mercados de nicho e plataformas que exigem menos restrições, como PC (computador) por exemplo. Alguns estúdios sempre tentam emplacar algum novo jogo desse gênero, porém normalmente os resultados são desastrosos.

Fontes e referências: Vice.com / Fandom / Atari Br / Start UOL / ScreenScraper

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Atari

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.